Coloque abaixo seu melhor e-mail e fique por dentro das novidades

domingo, 18 de dezembro de 2011

História de um Brasileiro - Parte IV - Final

Hoje é a última parte da história que comecei a contar em artigos anteriores. Para quem não leu as primeiras partes, leia, antes de continuar com este artigo.

Segue a quarta e última parte da “História de um Brasileiro”:

Não dei bandeira. Dormi em salvador na véspera da prova. Fui com antecedência ao local do exame. Apliquei tudo o quanto tinha aprendido. Cada artigo, cada dica... Fiz um misto dos mestres e consegui. Dos mais de 11 mil inscritos galguei o 15º lugar. Agora chorava de felicidade. Vencera uma grande BANCA. Estava no caminho, poderia vencer mais e mais BANCAS. 

Saiu o resultado da redação. Perdi posições, mas fiquei dentro do numero de vagas. Eram 49, fiquei na 38ª. Se você tem algum sonho na vida, sabe o que senti. Uma vitória depois de uma árdua jornada é uma coisa indescritível. Hoje estou em uma Promotoria de Justiça do interior do Estado. A instituição é magistral. O trabalho é gratificante. Estou servindo ao povo, estou servindo à sociedade. Não ganho muito, mas para quem saiu do MOTOR de SISAL e do cabo da ENXADA, muitas coisas mudaram. Só auxilio-alimentação é maior que dois meses de trabalho nas roças da pobre comunidade rural na qual eu morava. Estou no caminho da vitória.

Por isso e por tantas outras coisas, minha visão sobre concurso público é a melhor possível. Sem nenhuma influência no mundo empresarial, com todo o sofrimento desde criança; com toda a rejeição, jamais teria chances de conseguir o que tenho sem o despertar para concurso público.  2011 foi o ano das conquistas. Graças ao concurso público não me submeto aos caprichos dos corruptos de plantão, não estou sobre a ameaça constante da demissão e nem sobre a revelia das loucuras do mercado. Graças a um concurso público consegui minha primeira cama, primeiro fogão a gás, primeira geladeira, alimentação descente, plano de saúde para mim, minha PRIMEIRA FILHA que nasceu no dia 28 de setembro e é um encanto. Sem o concurso teríamos sofrido muito. O parto teve de ser cesariana. O plano cobriu tudo.

Estou no caminho para a conquista da casa, do carro, pagar todas as dívidas, começar a poupar e investir... Imagina ai se não fosse a aprovação! Nossa! Dá arrepio de pensar. Minha filha já tem até previdência privada. Não estou falando por exibicionismo. Estou falando porque se trata de uma realidade totalmente alheia à minha vida passada recente. Como falei, até 14 ou 15 anos eu não tinha nem registro de nascimento. Alguns parentes mais sarcásticos zombavam de mim; diziam que eu era um indigente; que eu era um perdido. Sofri muito. Por isso que trago estas coisas aqui. 

Estou falando de um ex-miserável. Estou falando de quem saiu das entranhas da caatinga, da fome, do abandono e colocou o pé no Ministério Público, uma instituição de grande credibilidade no Brasil. Estou falando que se você quiser vai conseguir. Esta é a minha conquista. Agora faça a sua conquista. Pense grande. Se você quer ser Juiz, Auditor, Delegado, Procurador etc, poderá ser. Invista nisso. Se você já é um destes profissionais, parabéns. Em termos proporcionais, nossa caminhada foi e será a mesma. 

Lembre-se! Para falar pouco, quatro são os TREs com editais na praça. Um deles será meu próximo lar e será também o seu, caso tenha, no mínimo, o ensino médio. O TSE é mais um alvo. Mas um dia Chegarei ao Senado ou ao Ministério do Planejamento. Neste acredito que seja muito bom trabalhar. Ver o Brasil de outro ângulo. Conhecer o nascedouro das políticas públicas do país. Ramalho! Opa! Diga lá! E se você não passar em algum TRE? KAKAKA... Qual o problema? Meu trabalho é para passar, mas se algo sair errado continuarei na estrada e pronto. Esta é uma pergunta já respondida ao longo do texto, correto?

Concluirei, em breve, um texto mais voltado para o mundo do concurso. Uma palavra aos descamisados que estão por ai, submetidos ao chicote do poder político, da escravidão moderna. Será algo voltado para o nível médio/fundamental. Por falar nisso, não se encontrava material didático para concurso de nível médio a não ser umas apostilas intragáveis. Como diz o Waldir Santos, tem umas que só está em conformidade com o edital no nome e no índice, nada mais. 

Bem, creio que devo ficar por aqui, afinal, tenho encontros marcados com a FCC. Desta vez será diferente. Eu vencerei. Sabe a razão? Não sabe? Pois então saiba que vencerei porque estou trabalhando para tanto e porque também tenho mais mestres. Vencerei porque tenho o ESTRATÉGIA e o EVP como parceiros. Material de primeira qualidade e valor acessível.

Sempre pensei grande. Hoje conquistei 10% de um projeto grande, se eu tivesse pensado pequeno, seria 10% de um projeto pequeno e certamente não estaria escrevendo a você. Portanto, viva o concurso – um caminho possível à dignidade e à cidadania plena. Este mundo que permite o princípio da impessoalidade. Se vai fazer algum concurso, não se assuste com a estatística, invista tudo em você. Eu saí do nada e estou aqui. Continuarei crescendo e um dia deste nos encontraremos para falar de concurso, de sonhos e conquistas.

Sucesso!! Feliz prova e nunca desista!!

Ramalho Cardoso

Não preciso acrescentar mais nada. Só cabe a cada um que ler esse texto um pouco de reflexão.

Muito obrigado Ramalho!

Forte abraço!
Sérgio Mendes

11 comentários:

Parabéns Ramalho pela perseverança e pela conquista. Parabéns Prof. Sérgio por compartilhar conosco essa lição de vida.

Impossível não se emocionar e não se motivar! Parabéns, Ramalho!!!

Me amocionei bastante é um incentivo muito grande para não desistirmos de nossos sonhos.

Nossa! É impressionante e motivadora a história do rapaz.
Fico feliz em saber que não sou só eu quem passa por "dificuldades", e que é mais do que possível passar no concurso dos meus sonhos. SUCESSO!

Parabéns ao Ramalho, pela força de vontade. Acredito que ainda ouviremos falar de você. Pois concerteza você chegará ao 100% dos seus sonhos.
Parabéns ao prof Sérgio Mendes, por compartilhar essa história conosco, história essa que so nos eleva.abraço

Termino a leitura com lágrimas nos olhos.

Parabéns! Quando você citou o fato de não ter conseguido ler a prova por conta da fome me deu vontade de chorar... Seu exemplo é um dos que eu guardo para a minha caminhada! Pois, apesar de toda a dificuldade você estava lá batalhando sem reclamar, e isso eu levo como um exemplo!

Espero que consiga mais uma aprovação e claro seu DIPLOMA na faculdade, para poder continuar batalhando por melhores cargos, pois, você merece!

Impossível não chorar com sua história!!!
Parabéns meu irmão, pela sua força...!!!!
Também, aos trancos e barrancos consegui minha 1ª
aprovação só que já fazem três anos que espero sair a tão sonhada nomeação para TJPB. Sei que não vai demorar mais para sentir essa alegria que vc sentiu.
Continuo na luta!

Parabéns! Muita força de vontade, garra e dedicação. Relamente não há barreiras para quem quer vencer.

Somos gratos no com partilhar seu caminho, ao nos reforçar que estamos certos!
FELICIDADES e até BREVE!!!
Newton Takayanagi

Q história emocionante... e eu reclamando de tanta bobagem... agradeço por compartilhar essa história!

TB vencerei!

Obrigada.

Postar um comentário

Tire duvidas e mande sugestões.

Twitter Orkut Facebook Digg Stumbleupon Favorites More